Auditoria Interna

Não é papel do auditor interno procurar inconformidades e insinuar a ocorrência de actos fraudulentos ou criar desconforto, mas sim fazer uma avaliação da conformidade dos seus processos internos e levantar oportunidade de melhoria que possam agregar valor para a sua organização.

O SEGREDO DO CRESCIMENTO E SUSTENTABILIDADE PARA AS ORGANIZAÇÕES PODE SER ENCONTRADO NUMA AUDITORIA INTERNA

  • FISCALIZA a eficiência dos controlos internos;

  • ASSEGURA maior correcção das políticas, normas e procedimentos internos da organização

  • FACILITA a identificação de desvios de activos e pagamentos indevidos;

  • CONTRIBUI para a obtenção de melhores informações sobre a real situação da organização;

  • APONTA falhas na organização administrativa e nos controlos internos; e 

  • GARANTE maior atenção e rigor dos funcionários contra erros e previne fraudes.

Portanto, as grandes, médias e pequenas empresas devem considerar cuidadosamente os pontos acima referidos e periodicamente realizar acções de auditoria interna que, não só as apoiarão à medida que crescem, como também trarão benefícios que visam alavancar o seu posicionamento no mercado face a concorrência.

 Assim, a Função Auditoria Interna é premissa fundamental e inquestionável para o alcance dos seus objectivos estratégicos.

A existência de uma Função de Auditoria Interna e um robusto Sistema de Controlo Interno adequado e eficaz vai além de um mero exercício de conformidade com requisitos legais e regulamentares. De facto, é fundamental que estes constituam um espectro que vai desde a protecção do valor do negócio à criação de valor mensurável para a organização.

O Modelo Operacional de Auditoria Interna da RSM demonstra a importância de uma abordagem sistemática e disciplinada para a avaliação e melhoria de processos de gestão de riscos, controles internos e governança corporativa. Para o efeito, a metodologia RSM prevê uma abordagem baseada no risco – que prevê os seguintes aspectos fundamentais:

Análise top down, partindo da estratégia de negócio para os níveis tácticos e operacionais.

Focalização nos processos de negócio e riscos críticos, que podem de algum modo comprometer os objectivos estratégicos de negócio, bem como a sua sustentabilidade e resiliência.

Definição de um Plano de Acção que fomente melhorias ou o desenho de novos processos e mecanismos de controlo.

Alinhamento do sistema de controlo interno com os processos de gestão do risco e performance das Organizações.

Considerando estas directrizes estratégicas que suportam a Função Auditoria Interna, a abordagem da RSM pressupõe que não existem “soluções únicas”. 

As melhores práticas de Auditoria Interna são aquelas que são desenhadas e utilizadas para criar valor.


Para melhor conhecer a nossa oferta, contacte-nos:

M: [email protected] 

T: +258 844 141 138